Pages

Descrevendo a Leucemia

Quer saber um pouco mais sobre Leucemia? Leia o post e entenda!

Células-Tronco - A Esperança

As células-tronco são uma das grandes esperanças da ciência e da medicina nos últimos tempos para pesquisas voltadas para curas para certas doenças. Saiba mais como isso pode te salvar lendo o post Células-Tronco - A Esperança!

A Caneta Inteligente

Que tal uma caneta que te ajude na hora de escrever, indicando os seus erros de escrita? Leia a matéria e saiba mais sobre essa caneta!

A Eletricidade

O que é a eletricidade? Você sabe de onde de fato ela vem? Veja no post A Eletricidade e descubra mais sobre ela

O Grupo dos Halogênios

Vai fazer vestibular? Veja esse post O Grupo dos Halogênios e arrebente na prova!

domingo, 23 de janeiro de 2011

O Grupo dos Halogênios

O nome halogênio é composto de "hal" (sal) e "gen" (produzir, criação).
Os halogênios são os elementos químicos que pertencem ao grupo VII da tabela periódica (coluna de
elementos químicos intitulada com o número VII), assim como no caso de outros grupos de elementos
químicos da tabela, os halogênios apresentam comportamento e propriedades químicas semelhantes.
Veja a tabela mostrando o grupo dos halogênios:


Os halogênios possuem uma forte reatividade, isso quer dizer que tem grande capacidade de reagirem
com outros elementos químicos na natureza, reagindo principalmente com sódio, portanto, só podendo
serem achados em compostos químicos na maioria dos casos.
O principal composto qúimico contendo um halogênio é o sal de cozinha, também chamado de cloreto de
sódio (cloro em ligação iônica com sódio), assim como todos os outros compostos contendo halogênios,
é principalmente achado nos oceanos e em mares interiores ou em depósitos de sal originados dos
mesmos depois que secam.

A única excessão com relação a como pode ser achado na natureza e onde pode ser achado, é o astato,
que se apresenta na forma de isótopo radioativo e quando forma compostos químicos com outros
elementos, gera um composto instável.A característica oxidante é outro fator importante a se considerar sobre os halogênios, estes retiram um elétron de um átomo com característica redutora (fornecer elétrons) para que tenham 8 elétrons no último nível (teoria do octeto) e possam se estabilizar.

Os íons de halogênios são grandes, incolores e bastante estáveis, e essa energia de ionização é
máxima no flúor e mínima no iodo. Com relação aos pontos de ebulição e fusão (pontos em que o elemento se torna gasoso e líquido respectivamente) e as características de densidade e peso atômico, todos estes, se tornam crescentes, do flúor para o iodo, no entanto, com relação a quantidade de calor necessária para
elevar a temperatura do elemento em 1ºC, varia de forma inversa.

Temos abaixo, descrições de cada um dos halogênios, separadamente:

Flúor (F):

Elemento químico com número atômico 9 e número de massa 20.
Gás amarelo pálido a temperatura ambiente, de cheiro muito irritante e tóxico, pode provocar a morte
por inalação em concentração muito baixa. O flúor reage explosivamene com o hidrogênio, formando
ácido fluorídrico (HF), mesmo a temperaturas muitíssimo baixas. É o mais reativo e eletronegativo
dos halogênios.

Cloro (Cl):

Elemento químico com número atômico 17 e número de massa 35.
É um gás verde-amarelado, que em concentração alta, é muito tóxico e assim como o flúor, tem cheiro
irritante, com efeito corrosivo no sistema respiratório. O cloro reage com quase todos os elementos,
tendo sido usado na primeira guerra mundial, como arma, propriamente por sua natureza perigosa.

Bromo (Br):

Elemento químico com número atômico 35 e número de massa 80.
O bromo é um líquido vermelho, denso, instável e volátil, que constatemente emite vapores.
Esses vapores causam os mesmos efeitos que o cloro e o flúor quando inalado, em sua forma líquida,
pode causar efeitos graves na pele. Tem a capacidade de se solubilizar em compostos apolares como o álcool. É muito obtida da água de salinas.

Iodo (I):

Elemento químico com número atômico 53 e número de massa 127.
É um sólido azul-escuro com brilho, volátil, ao se vaporizar, assume uma cor azul-violeta de odor irritante. Pouco solúvel em água, mas solúvel em compostos como o tetracloreto de carbono, clorofórmio e dissulfeto de carbono, formando uma solução de cor violeta.Tem características semi-metálicas.

Astato (At):

Elemento químico com número atômico 85 e número de massa 210.
O astato é um sólido radioativo semi-metálico que é obtido com o bombardeamento de bismuto com partículas alfa. Há normalmente traços de astato em urânio e tório, pertencendo a série radioativa desses elementos. Por causa de sua meia-vida curta, pouco se sabe sobre esse elemento, no resumo, o astato é basicamente artificial.

Continue acompanhando o Senesis para saber mais sobre a ciência e a tecnologia, não perca mais conteúdos interessantes para o seu conhecimento. Até a próxima postagem.

Nenhum comentário: