Pages

Descrevendo a Leucemia

Quer saber um pouco mais sobre Leucemia? Leia o post e entenda!

Células-Tronco - A Esperança

As células-tronco são uma das grandes esperanças da ciência e da medicina nos últimos tempos para pesquisas voltadas para curas para certas doenças. Saiba mais como isso pode te salvar lendo o post Células-Tronco - A Esperança!

A Caneta Inteligente

Que tal uma caneta que te ajude na hora de escrever, indicando os seus erros de escrita? Leia a matéria e saiba mais sobre essa caneta!

A Eletricidade

O que é a eletricidade? Você sabe de onde de fato ela vem? Veja no post A Eletricidade e descubra mais sobre ela

O Grupo dos Halogênios

Vai fazer vestibular? Veja esse post O Grupo dos Halogênios e arrebente na prova!

domingo, 27 de janeiro de 2013

Invenção do celular

A invenção do celular é um pouco mas antiga que vocês imaginam.
Ela já tem mais de 100 anos. Isso mesmo.
Heinrich Hertz, em 1888, foi pioneiro na transmissão de códigos pelo ar, e com isso, as ligações celulares intercontinentais eram feitas.
Foi graças a essa descoberta que se tornou-se possível à idealização de rádio-transmissores e com isso as pessoas podiam se comunicar pelos continentes.






Com isso o celular foi evoluindo e em 1956 foi criado o primeiro celular (conhecido como MTA), foi fabricado pela Ericsson e como pesavam 50 quilos e eram feitos somente para serem usados em carros de luxo.
Os anos se passaram e vários outros modelos de MTA foram criados.





Porem somente em 1973, fabricado pela Motorolla que realmente começou o celular da forma como conhecemos. 
Foi nessa época que o celular, até então chamado de MTA ganhou o nome que conhecemos e usamos até hoje.
Apelidado de Dynatac (primeiro celular a direita) ele pesava 1 Kg com 25 cm de comprimento por 7 cm de largura, foi uma das maiores revoluções da época. A partir dele, a primeira ligação realizada e por causa dele, houve grandes revoluções nos aparelhos, chegando ao que é hoje em dia, acessíveis para todos e leves.
Curiosidade: O nome Celular veio pelo fato da ligação ter sido feito por uma aparelho que tinha apenas uma única "célula", isto é um único aparelho era capaz de fazer ligações para outras pessoas, diferente de seus antecessores que eram um conjunto de aparelhos para fazer a mesma função.

Fontes:
http://www.slideshare.net/indiouw/inventor-do-celular
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_telefone_celular
http://www.infoescola.com/curiosidades/historia-do-telefone/
http://minilua.com/invencoes-do-seculo-20-telefone-celular-1/
http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=976
http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI2890757-EI15606,00-Patente+de+inventor+do+celular+completa+anos.html

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Supernovas, pulsares e quasares

Na astronomia, estão catalogados vários tipos de astros e outros objetos do espaço sideral, muito mais do que a maioria dos leigos em astronomia possam imaginar, muito além dos planetas, cometas e estrelas.
Alguns desses objetos são os pulsares e os quasares, que além de serem fascinantes, tem características impressionantes e suas origens estão na morte de estrelas.

A formação de supernovas, pulsares e quasares:

Sabe-se que as estrelas tem um tempo de vida determinado, que depende principalmente de sua massa e dos tipos de materiais com as quais essa se formou, esses materiais são basicamente hidrogênio e hélio na grande maioria das vezes e fazem parte de processos de fusão nuclear que ocorrem na própria estrela, esses mesmos gases então são os "combustíveis" para a liberação de energia que é liberada na forma de calor, luz e partículas.

Essa é basicamente a energia nuclear, mas essa produção de energia não é eterna e chega uma hora que não há mais hidrogênio para a fusão nuclear acontecer, assim, o hélio produzido por fusão de átomos de hidrogênio começa a ser transformado em carbono.
No entanto, quando a estrela é muito grande e massiva, o seu novo núcleo se torna tão denso e com uma gravidade tão grande, que ao invés de formar carbono, são formados elementos mais pesados, assim, o núcleo entra em colapso, caindo sobre ele mesmo e há a expulsão dos gases das regiões mais externas da estrela. Esse evento explosivo é conhecido como supernova, em que os gases são expelidos a anos-luz de distância podendo atingir outras galáxias e esses mesmos gases podem formar novamente outras estrelas.


Nesse momento, o novo núcleo, com sua gravidade estrondosa, consegue fundir seus prótons e elétrons em nêutrons, assim criando uma estrela de nêutrons, se a estrela tiver tido no mínimo 5 massas solares, se a massa da estrela era de no mínimo, 20 massas solares, se formará um buraco negro. Assim, se inicia as condiões para a formação de um quasar ou de um pulsar.

Pulsares: incríveis estrelas de nêutrons.


Se a estrela de nêutrons formada for muito pequena, essa ganha um impulso de rotação tal, que pode completar cerca de 716 voltas em torno de si mesma por segundo, com isso gerando um campo magnético tão poderoso, que lança partículas subatômicas a velocidades próximas a da luz, possibilitando a produção de um feixe de luz. Esse feixe de luz é a radiação resultante da grande velocidade a que as partículas estão sendo movimentadas. Como a rotação do pulsar e muito intensa, para um observador na terra, o pulsar acaba parecendo um objeto de luz pulsante, apagando e acendendo periodicamente, é daí que deriva o nome pulsar, que quer dizer estrela pulsante.


O pulsar é feito unicamente de nêutrons e devido as condições físicas em que se formou, sua densidade é tão grande que uma colher deste astro pesa bilhões de toneladas e é cerca de muitíssimas vezes mais resistente e duro que o aço.

Quasares: o poder dos buracos negros.


Um quasar é basicamente um buraco negro localizado no centro de uma galáxia, que de tão massivo, foi capaz de atrair gás e poeira de nebulosas ou estrelas próximas. Nestas condições, a sua monstruosa gravidade atrai esses materiais de forma que se auto-atritem em forma de espiral e redemoinho, elevando a temperatura desses mesmos elementos a milhões de graus, fazendo que se iluminem intensamente.
Todos esses eventos também provocam um grande campo magnético que lançando partículas a velocidades impressionantes, produzem um feixe, que acredita-se que seja de luz, energia e materiais e se localiza no centro do buraco negro.

Para mais detalhes e melhor entendimento, há abaixo, um documentário disponibilizado também no youtube:



E termina aqui mais uma postagem. Muito obrigado por assistirem! Até a próxima.

Fontes:
http://www.youtube.com/watch?v=iQqdvgGNee8
http://www.infoescola.com/estrelas/supernova/
http://www.observatorio.ufmg.br/Pas105.htm
http://super.abril.com.br/tecnologia/como-explodem-supernovas-438489.shtml
http://todoouniverso.blogspot.com.br/2010/07/pulsar.html
http://tadp0l3.deviantart.com/art/Quasar-211879065
http://quimicaeducacao.blogspot.com.br/2010/03/supernova-o-sonho-dos-alquimistas.html

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Será que passamos de 2036?

Diferente de outras teorias, que foi baseado em mitos e interpretações errôneas, esse fato é bem real e cientificamente comprovado.

Temos uma possibilidade de uma catástrofe a nível de filmes de Hollywood por conta do asteroide Apophis que tem a chance de 1 a 250 mil de acertar a terra e fazer com que o clima da terra mude por uns anos (bem se já está ruim, imagina se piorar).

Pelo motivo de se ter número tão baixo, que os russos já estão pensando em uma forma de mudar a orbita desse asteroide, para que não possa mais ter essa chance de colidir com a Terra.

Além dessa impactante noticia, a Nasa recalculou o tamanho do asteroide, aumentando o seu diâmetro em 55 metros (agora ele ficou com 325 metros de diâmetro) e a sua órbita em 2029 tem potencial para destruir os satélites que possuímos na órbita terrestre.

Fontes:
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI328226-17770,00-O+ASTEROIDE+APOPHIS+PODE+DESTRUIR+SATELITES+EM.html

http://www.dignow.org/post/cientistas-russos-querem-enviar-um-sat%C3%A9lite-ao-aster%C3%B3ide-apophis-para-evitar-cat%C3%A1strofe-3981121-17236.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Apophis

http://pt.euronews.com/2013/01/10/nasa-reve-tamanho-do-apophis/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+euronews%2Fpt%2Fnews+(euronews+-+news+-+pt)

http://sicnoticias.sapo.pt/vida/2013/01/10/asteroide-apophis-que-vai-passar-junto-a-terra-em-2029-e-maior-que-o-estimado

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Invenção do velcro

Para matar a curiosidade, vou falar de uma invenção que ocorreu ao acaso.
A invenção do Velcro.
Um item tão usado no dia a dia, que provavelmente muitos não deve saber que a sua invenção foi simplesmente acidental.
Tudo começou em 1941, quando um engenheiro suíço  chamado Georges de Mestral voltava das caminhas com o seu cachorro e tinha sempre que ficar retirando o carrapichos dos pelos dele. 
Isso mesmo, os famosos carrapichos que ficam grudados em nossas roupas.
Ele queria saber como esse fato ocorria e se poderia fazer alguma coisa para que isso para-se de acontecer.
Ao analisar o carrapicho, ele descobriu que as pontas dele se parecia com pequenos ganchos que se agarrava com qualquer coisa que fosse peluda. (por isso quando andamos no mato eles grudam tanto em nossas meias de algodão)

Foi graças a esse estudo, que ele teve a ideia de criar o velcro. E com isso temos hoje, mochilas, sapatos, braçadeiras, em alguns carros serve para prender o tapeta no chão, para colocar presilhas nas blusas, etc.
Apesar dele ter inventado o velcro em 1941, foi somente em 1951 que ele conseguiu desenvolver um processo que pudesse utilizar o velcro no nosso dia a dia.
Ultima curiosidade:
A palavra velcro foi inspirado em duas palavras francesas.
Velours que quer dizer veludo e Crochet que quer dizer gancho.



Fontes:
http://www.happyfamilylife.co.uk/2012/02/titanium-teflon-and-velcro-%E2%80%A6/
http://www.xperimania.net/ww/pt/pub/xperimania/news/world_of_materials/accidental_discoveries.htm
http://www.sitedecuriosidades.com/curiosidade/a-invencao-do-velcro.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Velcro
http://olabirintocientifico.blogspot.com.br/2011/10/so-de-curiosidade-historia-do-velcro.html
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=15631
http://origemdascoisas.com/a-origem-do-velcro/

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Invenção da Calculadora

Bem quem hoje em dia não usa uma calculadora no seu dia a dia para fazer simples contas, tanto para resolver pequenos problemas de matemática na escola, quanto para calcular o quanto está gastando em passagem por mês ou as contas para se pagar no final do mês, até mesmo pessoas que trabalham em sistemas financeiros e físicos ?
Mais em todo esse tempo você já pensou como ela foi inventada? Como ela foi feita?
Acredito que grande maioria das coisas que você usa hoje em dia você nem sabe como foi inventado, mas somente sabe que não saberia viver sem elas correto. 
Por conta disso, vamos nesse blog abri espaço para falar, de forma bem rápida e dinâmica, sem a chatice de conceitos e blablablá chato que vemos em muitos sites por ai.


Sim, essa imagem ao lado representa a 1° calculadora. Completamente manual, ela era (e é ainda) usada na China, assim como em vários outros povos, como egípcios, astecas, romanos, e por causa disso não tem como dizer que não existe exatamente um inventor definido. 
Ela existe a pelo menos a 1000 A.C, e era usada para fazer as contas, sem a necessidade de decorar os números e ao mesmo tempo o auxilio de um papel, papiro, ou qualquer outro tipo de superfície. Curiosidade, alguns povos usam o ábaco simplesmente por que não conseguiria no papel da uma solução para as contas que estoura-sem a base de 10, isto é se passa-se de 9 não sabiam o que iriam fazer para continuar a somar ou multiplicar.

Durante anos ele foi utilizado em diversos lugares do mundo, até que em 1642, Blaise Pascal inventou a primeira caculadora mecânica  aonde ele utilizava no seu dia a  dia para fazer contas para facilitar o seu trabalho de coleta de impostos.



Ela era bem rudimentar e possuía rodas dentadas, e só fazia apenas as operações de somar e diminuir (veja imagem ao lado).
Porem somente em 1623 que Wilhelm Schikard fez uma máquina de calcular que calcula-se as 4 operações básicas (somar, subtrair, multiplicar e dividir), assim melhorando o seu uso. Porem, ela ainda era completamente mecânica e por ser cara, tinha seu uso muito restrito.
Com o passar o tempo e com a miniaturização das peças é que ela passou a ser mais barata e acessível e o mais importante, um pouco mais portátil.
Mesmo assim essas calculadoras tinham que passar por constantes manutenções, pois com era totalmente manual, os desgastes das peças faziam que as contas sai-sem com os resultados errados e até mesmo paravam de funcionar.
Comparada as calculadoras portáteis de hoje em dia, vemos como ela teve grande evolução, a ponto de um relógio de pulso poder fazer contas simples.
Somente em 1967 Jack Kilby desenvolveu a primeira calculadora eletrônica  apenas para poder demonstrar potencial de miniaturização dos eletrônicos com o circuito integrado.

Com isso, e com a necessidade de se ter um a calculadora mais confiável e que pudesse comportar mais casas decimais, as calculadoras foram evoluindo, até se tornar o que vemos hoje em dia, de simples calculadoras que temos em nossos celulares a até mega computadores, que fazem contas absurdas e com precisões cada vez mais assustadoras.


Para quem quiser mais informações sobre a história da calculadora:


http://criancasenumeros.blogspot.com.br/2012/11/o-abaco-tipos-surgimento-e-utilidade.html

http://guiadicas.net/calculadora/
http://claudiarosinha.wordpress.com/2010/06/20/calculadora-de-pascal/
http://www.infopedia.pt/$wilhelm-schickard
http://www.historiadetudo.com/calculadora.html
http://www-history.mcs.st-andrews.ac.uk/Biographies/Schickard.html
http://idgnow.uol.com.br/ti-pessoal/2007/04/20/idgnoticia.2007-04-20.6917282098/
http://tecnologia.br.msn.com/fotos/galeria-de-fotos.aspx?cp-documentid=26083781&page=9
http://medinamarquezcomputo.blogspot.com.br/2011/01/instrumentos-precursores-ala.html
http://idgnow.uol.com.br/ti-pessoal/2007/04/20/idgnoticia.2007-04-20.6917282098/