Pages

Descrevendo a Leucemia

Quer saber um pouco mais sobre Leucemia? Leia o post e entenda!

Células-Tronco - A Esperança

As células-tronco são uma das grandes esperanças da ciência e da medicina nos últimos tempos para pesquisas voltadas para curas para certas doenças. Saiba mais como isso pode te salvar lendo o post Células-Tronco - A Esperança!

A Caneta Inteligente

Que tal uma caneta que te ajude na hora de escrever, indicando os seus erros de escrita? Leia a matéria e saiba mais sobre essa caneta!

A Eletricidade

O que é a eletricidade? Você sabe de onde de fato ela vem? Veja no post A Eletricidade e descubra mais sobre ela

O Grupo dos Halogênios

Vai fazer vestibular? Veja esse post O Grupo dos Halogênios e arrebente na prova!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Supernovas, pulsares e quasares

Na astronomia, estão catalogados vários tipos de astros e outros objetos do espaço sideral, muito mais do que a maioria dos leigos em astronomia possam imaginar, muito além dos planetas, cometas e estrelas.
Alguns desses objetos são os pulsares e os quasares, que além de serem fascinantes, tem características impressionantes e suas origens estão na morte de estrelas.

A formação de supernovas, pulsares e quasares:

Sabe-se que as estrelas tem um tempo de vida determinado, que depende principalmente de sua massa e dos tipos de materiais com as quais essa se formou, esses materiais são basicamente hidrogênio e hélio na grande maioria das vezes e fazem parte de processos de fusão nuclear que ocorrem na própria estrela, esses mesmos gases então são os "combustíveis" para a liberação de energia que é liberada na forma de calor, luz e partículas.

Essa é basicamente a energia nuclear, mas essa produção de energia não é eterna e chega uma hora que não há mais hidrogênio para a fusão nuclear acontecer, assim, o hélio produzido por fusão de átomos de hidrogênio começa a ser transformado em carbono.
No entanto, quando a estrela é muito grande e massiva, o seu novo núcleo se torna tão denso e com uma gravidade tão grande, que ao invés de formar carbono, são formados elementos mais pesados, assim, o núcleo entra em colapso, caindo sobre ele mesmo e há a expulsão dos gases das regiões mais externas da estrela. Esse evento explosivo é conhecido como supernova, em que os gases são expelidos a anos-luz de distância podendo atingir outras galáxias e esses mesmos gases podem formar novamente outras estrelas.


Nesse momento, o novo núcleo, com sua gravidade estrondosa, consegue fundir seus prótons e elétrons em nêutrons, assim criando uma estrela de nêutrons, se a estrela tiver tido no mínimo 5 massas solares, se a massa da estrela era de no mínimo, 20 massas solares, se formará um buraco negro. Assim, se inicia as condiões para a formação de um quasar ou de um pulsar.

Pulsares: incríveis estrelas de nêutrons.


Se a estrela de nêutrons formada for muito pequena, essa ganha um impulso de rotação tal, que pode completar cerca de 716 voltas em torno de si mesma por segundo, com isso gerando um campo magnético tão poderoso, que lança partículas subatômicas a velocidades próximas a da luz, possibilitando a produção de um feixe de luz. Esse feixe de luz é a radiação resultante da grande velocidade a que as partículas estão sendo movimentadas. Como a rotação do pulsar e muito intensa, para um observador na terra, o pulsar acaba parecendo um objeto de luz pulsante, apagando e acendendo periodicamente, é daí que deriva o nome pulsar, que quer dizer estrela pulsante.


O pulsar é feito unicamente de nêutrons e devido as condições físicas em que se formou, sua densidade é tão grande que uma colher deste astro pesa bilhões de toneladas e é cerca de muitíssimas vezes mais resistente e duro que o aço.

Quasares: o poder dos buracos negros.


Um quasar é basicamente um buraco negro localizado no centro de uma galáxia, que de tão massivo, foi capaz de atrair gás e poeira de nebulosas ou estrelas próximas. Nestas condições, a sua monstruosa gravidade atrai esses materiais de forma que se auto-atritem em forma de espiral e redemoinho, elevando a temperatura desses mesmos elementos a milhões de graus, fazendo que se iluminem intensamente.
Todos esses eventos também provocam um grande campo magnético que lançando partículas a velocidades impressionantes, produzem um feixe, que acredita-se que seja de luz, energia e materiais e se localiza no centro do buraco negro.

Para mais detalhes e melhor entendimento, há abaixo, um documentário disponibilizado também no youtube:



E termina aqui mais uma postagem. Muito obrigado por assistirem! Até a próxima.

Fontes:
http://www.youtube.com/watch?v=iQqdvgGNee8
http://www.infoescola.com/estrelas/supernova/
http://www.observatorio.ufmg.br/Pas105.htm
http://super.abril.com.br/tecnologia/como-explodem-supernovas-438489.shtml
http://todoouniverso.blogspot.com.br/2010/07/pulsar.html
http://tadp0l3.deviantart.com/art/Quasar-211879065
http://quimicaeducacao.blogspot.com.br/2010/03/supernova-o-sonho-dos-alquimistas.html

Nenhum comentário: