Pages

Descrevendo a Leucemia

Quer saber um pouco mais sobre Leucemia? Leia o post e entenda!

Células-Tronco - A Esperança

As células-tronco são uma das grandes esperanças da ciência e da medicina nos últimos tempos para pesquisas voltadas para curas para certas doenças. Saiba mais como isso pode te salvar lendo o post Células-Tronco - A Esperança!

A Caneta Inteligente

Que tal uma caneta que te ajude na hora de escrever, indicando os seus erros de escrita? Leia a matéria e saiba mais sobre essa caneta!

A Eletricidade

O que é a eletricidade? Você sabe de onde de fato ela vem? Veja no post A Eletricidade e descubra mais sobre ela

O Grupo dos Halogênios

Vai fazer vestibular? Veja esse post O Grupo dos Halogênios e arrebente na prova!

sábado, 7 de junho de 2014

A Nave Hipersônica

Uma viagem de avião de São Paulo a Nova York hoje em dia a bordo de um boeing 787 duraria cerca de mais de 7 horas. Mas a força aérea norte-americana e outras instituições estão desenvolvendo um novo tipo de nave que poderá ser usado para tornar viagens assim bem mais curtas no futuro.

Com o Waverider, que ainda está em fase de testes, a viagem citada duraria somente 1h21 min com a nave podendo atingir até 7.349 km/h. O primeiro teste dessa nave foi em 2010 quando atingiu 5.632 km/h com um tempo de vôo que foi de só 143 segundos e é uma grande promessa para ser usado em armamentos já em 2016. Essa velocidade incrível que o Waverider pode atingir é chamada de hipersônica. Os veículos que atingem até 1,2 vezes a velocidade do som (1.470 Km/h) são os supersônicos e os que conseguem ultrapassam 5 vezes essa velocidade são os hipersônicos. 

Ilustração do Waverider - reprodução do site digitaltrends

A propulsão do waverider é mesmo inovadora. O JP-7, que é um combustível para jatos supersônicos abastece o motor, mas só passará a atuar no sistema de propulsão quando o waverider alcança a altura de 21.000 metros. Esse combustível será queimado com a ajuda do oxigênio que é sugado da atmosfera junto com o ar, assim aumentando a velocidade, o que faz com que mais ar seja sugado ainda obtendo-se assim ainda mais oxigênio, que queima mais combustível e que aumenta ainda mais a velocidade.

O Waverider pode atingir 21.000 metros de altura no voo - foto reprodução do site fordecosportclub

O waverider é usado como um míssil comum, ele é instalado em um foguete que está anexado a um bombardeiro. Após o foguete e mais a nave serem lançados e terem se passado 30 segundos, a nave se separa do foguete e ativa a sua propulsão hipersônica. No entanto, infelizmente ainda vai demorar para essa tecnologia estar disponível para pessoas comuns. Só em 2080, a aviação comercial, espera-se, irá usar essa tecnologia para voos comuns. Nessa época, os aviões diminuirão bastante de tamanho, as viagens ficarão mais baratas e as viagens como já sabemos, mais curtas portanto.

Até a próxima!

Nenhum comentário: